Cronologia


Linha Cronológica

  • O Santa Clara é fundado

    João Travassos e “Antoninho” Carreiro fundaram o Santa Clara em 1922 com o nome Santa Clara Foot-ball Club, mas o pontapé de saída oficial do clube deu-se cinco anos mais tarde, frente ao União Micaelense, precisamente no dia 20 de novembro de 1927. O clube, nesta data, passou a designar-se de Clube Desportivo Santa Clara.

  • O Primeiro triunfo

    Em 1929/30, o Santa Clara saboreou o seu primeiro triunfo, ao vencer a Liga Desportiva Micaelense. O sabor da vitória e a procura de melhores resultados não tardou, facto que os levariam a arrecadar sete títulos consecutivos. O clube teve a honra de levantar o troféu de campeão entre 1930 e 1973 do Campeonato Regional, organizado pela Associação de Futebol de São Miguel, que a partir de 1941, passou a designar-se de Associação de Futebol de Ponta Delgada. O Santa Clara voltaria a vencer a mesma prova na época 1939/40.

  • Santa Clara no solo nacional

    Entretanto e antes de entrar no rumo das vitórias, o Santa Clara partiu, em 1935, para o território nacional, efectuando vários desafios de futebol amigáveis, incluindo uma partida que defrontou o Sport Lisboa e Benfica. Este é, evidentemente, um facto de relevo, pois tratava-se da primeira vez que um clube dos Açores pisava o solo luso para defrontar clubes nacionais.

  • A segunda divisão

    A partir das décadas de 80, o Santa Clara foi ganhando estatuto a nível nacional, passando a jogar frequentemente nos campeonatos nacionais de futebol. Em 1979/80, o Santa Clara participou pela primeira vez na terceira divisão nacional, na série E. É a partir deste escalão que o Santa Clara consegue dar o salto para a segunda divisão nacional, no final da época de 1985/86. Nesta altura, a equipa do Santa Clara era composta por jogadores oriundos da formação, que se revelava de qualidade, destacando-se, naturalmente, anos depois, o jogador internacional português Pedro Pauleta.

  • A despromoção

    Assim, é na temporada de 1986/87 que o Santa Clara disputa pela primeira vez a Segunda Divisão Nacional, integrando a Zona Sul. Porém, a passagem por esta divisão foi curta, já que na temporada seguinte a formação açoriana voltaria ao terceiro escalão do futebol português.

  • De volta à segunda

    A ambição, a vontade e a determinação de todos aqueles que estavam envolvidos no Clube não se desmoronou e em meados da década de 90, o Santa Clara voltaria à Segunda Divisão Nacional, numa acérrima luta com o União Micaelense. A partir de 1995/96 a ascensão e projecção no futebol profissional português não mais parou.

  • Campeão nacional da segunda divisão 'B'

    Em 1996/97 o Santa Clara classifica-se no segundo lugar da Zona Sul da Segunda Divisão “B”, ficando a um “triz” de subir à Segunda Liga de Honra. Esse sonho seria atingido na temporada seguinte – 1997/98 -, sagrando-se Campeão Nacional da Segunda Divisão “B”.

  • Estreia nas ligas profissionais

    A temporada de 1998/99 seria a época de estreia do Clube Desportivo Santa Clara nas ligas profissionais do futebol português. Naturalmente o feito foi alcançado, subindo directamente à Primeira Liga, fruto de um terceiro lugar na tabela classificativa. Na verdade, sob o comando técnico de Manuel Fernandes, o Santa Clara realizou uma ponta final de campeonato espectacular. O jogo decisivo para a subida de divisão foi frente ao CD Aves, no Estádio de São Miguel, onde os açorianos venceram a formação de Aves, tendo, conseguindo, ascender à Primeira Liga Nacional.

  • A Primeira Liga

    Deste modo, a época desportiva de 1999/2000 marca um novo rumo na história do Clube Desportivo Santa Clara. Pela primeira vez um clube proveniente dos Açores participaria no principal escalão do futebol português. O primeiro jogo do Santa Clara no grande palco do futebol nacional foi contra o Sporting CP. O encontro, disputado no Estádio de São Miguel, nos Açores, acabou empatado a dois golos. A participação do Santa Clara na Primeira Liga - 1999/2000 -, não foram os mais ansiados pelos açorianos e pelos seus responsáveis. A classificação final no 18º lugar relegou a formação de São Miguel novamente à Liga de Honra. Mas, no ano seguinte, o clube regressaria ao principal campeonato português.

  • Temporadas complicadas

    A partir da época 2003/2004, o Santa Clara esteve perto de subir de divisão numa única ocasião. Foi na época de 2008/09, terminando o campeonato a dois pontos da promoção. O técnico do Santa Clara nesta temporada era Vítor Pereira, vencedor das últimas duas épocas da Primeira Liga com o FC Porto, tendo ganho um campeonato como adjunto de André Villas – Boas.

  • Criação da SAD

    Em 2010, o Clube Desportivo Santa Clara dá um passo importante para a sua subsistência, criando uma Sociedade Anónima Desportiva (SAD), sendo Mário Batista o presidente da mesma. Aliviar os problemas financeiros e amortizar a dívida do clube, foram as causas que levaram à criação de uma SAD, detendo a maioria do capital. Recorde-se que o Santa Clara foi a primeira formação a ter uma SAD nos Açores.